O papo de hoje é sobre como ser um professor inovador em um ambiente onde mais nenhum professor é. 

Essa tem sido uma das maiores queixas de professores que se encontram nos mais diversos níveis de suas carreiras docentes: dos iniciantes aos já mais experientes.

O fato é que em algum momento das nossas vidas, nos descobrimos habitantes de um mundo que está se transformando sem nos pedir licença. Sonha em ir até Nova Iorque mas não tem a menor possibilidade de ir pra lá tão cedo? Não tem problema. Você pode acessar o Google Earth e “passear” pelas ruas da cidade. Aliás, você também pode visualizar as ruas mais movimentadas da cidade em câmeras 24h ao vivo!

Quer aprender um novo idioma e não tem dinheiro para isso? Existem vários aplicativos que te possibilitam esse aprendizado, posteriormente existem professores que dão dicas e aulas gratuitas no YouTube, em blogs e sites próprios. Precisa falar com alguém que mora no Japão? Acerte os ponteiros do fuso-horário, encontre a melhor hora para os dois e faça uma chamada on-line, por exemplo.

professor-inovador
By Emanuele Colombo

Bem, se antes nós não andávamos de carona com estranhos, hoje nós utilizamos aplicativos de carona. Se não aceitávamos doces de estranhos, hoje como resultado pedimos comida em aplicativos de delivery. Se não dormíamos em casa de estranhos, hoje, por exemplo, alugamos quartos em casas de estranhos em aplicativos de hospedagem. Olha! Parece que as coisas mudaram, não é mesmo? 

O mundo não para de mudar.

Nós olhamos o mundo ao nosso redor e muitas vezes nem percebemos o quanto tudo está se transformando.

Às vezes assustados, às vezes perplexos, mas mesmo sem entender tudo de tudo, quem não se anima quando algo que é inventado facilita a nossa vida? Não há como negar: um mundo digital nasceu, cresceu, já chegou ao Brasil e nós já o vivenciamos todos os dias, de várias maneiras. “Ah, mas na escola isso não chega, não”. Será?

Basta acompanhar as notícias de educação pelos maiores jornais do país ou os maiores blogs do tema. Estão recheados de iniciativas e ideias inspiradoras. Certamente nessa busca, serão encontrados grupos de educadores voluntários que realizam formações e workshops sobre ferramentas digitais que podem ser exploradas em sala de aula e que em suma beneficiam e muito a gestão do tempo e produtividade dos professores.

professor-inovador
By EJ Hassenfratz

Os alunos estão mudando.

Enquanto isso os alunos estão sedentos pela possibilidade de caminharem com suas próprias pernas no seu processo de aprendizagem.

Eles já jogam games, já criam canais no YouTube, criam blogs, ebooks, editam vídeos, criam animações, fazem desenhos e textos que são produzidos na rede e permanecem na rede. Por que não possibilitamos espaços de trocas entre aquilo que lhes interessa e que faz parte do seu cotidiano com o nosso conteúdo?

Dicas práticas.

Você tentou, mas os colegas não apoiaram a iniciativa e até torceram o nariz quando você contou as coisas boas que aconteceram com a ideia. Então, o que fazer? Seguem DUAS dicas práticas.

Dica 1:

Primeira dica: em primeiro lugar, lembra que nós buscamos ensinar a empatia para os nossos alunos? Que se colocar no lugar do outro e buscar entender suas dificuldades é importante? Essa é a hora de você ser empático. Lembre-se de que esse mundo cheio de mudança que nós tanto amamos por outro lado ainda é assustador para muita gente.

Cada pessoa tem o seu tempo, você teve o seu, seu colega terá o dele. Que tal ir conversando aos poucos sobre isso? Mostrar um aplicativo legal, um site que ajuda a organizar uma aula, um blog que dá dicas para professores, por exemplo. Sem pressão. A ideia é criar uma ponte que liga o medo à vontade de tentar. Ah! Um convite para um projeto conjunto também é uma boa ideia, assim, professores e alunos atuarão em colaboração.

professor-inovador

Dica 2:

A segunda dica é: cerque-se de profissionais e colegas que possam te agregar algo. Sabe aquele professor super criativo? Aquele mais animado? Aquela professora que ama “inventar moda”? Juntem-se! Mais importante, unam forças, formem um time, deem apoio um ao outro e tentem gerar o vírus da inovação na escola toda!

Aos poucos, com empatia, respeito e profissionalismo, conseguimos mostrar que aliar o mundo atual com uma escola moderna é formar cidadãos, profissionais, humanos integrais, com habilidades e competências necessárias para a construção desse novo mundo, mas com o olhar direcionado para o humano, para o social, para o justo.

professores-inovadores

Ser um professor que inova, que cria e traz novas possibilidades parece muito difícil, mas com determinação e cercando-se de profissionais que nos inspirem, motivem e apoiem, o processo fica mais simples e tranquilo. Um universo de novas ideias e criatividade está nos esperando, vamos nessa?


Por: Emilly Fidelix 

  • Faça parte da nossa comunidade SerProf e troque experiências reais com outros professores. Cadastre-se. É grátis!

Inscreva-se e participe da maior comunidade
sobre Formação de Professores do Brasil

Escreve um comentário